Sociedade Nordestina de Produção Animal estabelece Plano de Ação diante da nova conjuntura nacional


A Sociedade Nordestina de Produção Animal (SNPA) iniciou os trabalhos de mobilização e organização para o XIV Congresso Nordestino de Produção Animal (CNPA), a ser realizado entre os dias 28 e 30 de novembro de 2019, no Centro de Convenções de Recife – Pe. A diretoria se reuniu recentemente, na Unidade Acadêmica de Garanhuns (UAG), para discutir e deliberar sobre novos projetos de organização e estruturação da SNPA, além de acompanhar as ações em andamento da Comissão Organizadora do Congresso, que está sob a coordenação da vice-presidente da SNPA, Safira Valença Bispo.

Na oportunidade, foram discutidos novos projetos para a SNPA, como: Novas políticas para sócios; Planos de comunicação, divulgação e mídias; Avanços da Revista Científica de Produção Animal (RCPA); Revisão do estatuto da SNPA; e Projeto de formação das redes estaduais. De acordo com o presidente da SNPA, Ariosvaldo Nunes de Medeiros, o XIV CNPA deverá ser um dos maiores Congressos realizado pela Sociedade em razão de toda a estrutura que está sendo montada, em termos de qualidade e número de simpósios e sessões científicas, além de estar sendo desenvolvido em paralelo com a Feira Nacional de Produtos e Serviços para a Linha Pet e Animais de Produção (Petnor). A Feira trará novas oportunidades de interações entre os congressistas e as empresas que atuam nesse setor.

Ainda, segundo o Prof. Ariosvaldo, é necessário que a SNPA amplie o seu portfólio, oferecendo novos produtos aos associados, estabeleça um novo plano de comunicação com os sócios e com o setor produtivo e o mercado de produtos de origem animal. Para isso, torna-se imperativo adequar-se aos novos produtos e processos tecnológicos. “A RCPA é um exemplo disto: acaba de desenvolver todo um novo padrão de imagem e diagramação, além de um novo processo de gestão editorial, coordenado pelo José Humberto Vilar da Silva, o que abrirá novas perspectivas para toda a comunidade científica mundial e, em especial, para as instituições nordestinas, na divulgação dos resultados das suas pesquisas. Com isso, continuou, temos convicção de que, em breve, a RCPA se tornará um dos principais periódicos científicos nacionais na área de produção animal.

O presidente da SNPA destacou ainda o inovador projeto de formação das redes estaduais que permitirão instalar um núcleo da SNPA em cada instituição de ensino do Nordeste, técnico ou superior, na área de conhecimento em produção animal. A ideia é desafiadora para a nova diretoria, diz Edgard Cavalcanti Pimenta Filho, secretário executivo da SNPA. Nesta concepção, cria-se uma ordem inversa de gestão da SNPA, em que, cada núcleo, liderado por um professor indicado pelos seus pares em cada instituição, representará oficialmente a própria SNPA.

Assim, forma-se uma rede interna institucional de comunicação entre docentes, técnico e alunos, vinculadas com as demais instituições estaduais, possibilitando uma interlocução direta com toda a SNPA.

A expectativa é que a Sociedade se dinamize com uma participação ativa de seus sócios na discussão de questões técnicas e políticas relacionadas ao setor produtivo local da produção animal. Estamos iniciando pelo estado de Alagoas e, muito breve, estaremos em todos os estados do Nordeste, fazendo com que a SNPA cumpra, definitivamente, a sua missão e objetivos institucionais, participando ativamente com o desenvolvimento cientifico-tecnológico e com o setor produtivo da nossa região.

Com Ascom